Professor reflexivo

As demandas culturais e os ambientes de aprendizagem estão cada vez mais complexos. Por essa razão, as tarefas de aprender e ensinar requisitam um professor com postura reflexiva e inovadora. É preciso que ele disponha de uma multiplicidade de competências e habilidades.
Acrescenta-se a isso a necessidade de adequação das práticas pedagógicas às orientações da Base Nacional Comum Curricular (BNCC, 2017). Este documento normativo estabelece como imprescindibilidade a construção de posturas docentes reflexivas sobre e com a ação didática cotidiana enquanto forma de dar efetividade às dez competências essências da Educação Básica. Exploraremos essas competências no desenvolvimento do presente curso.
Para realizar um ensino eficaz e conseguir melhores aprendizagens, considerando a diversidade caleidoscópica das instituições e dos grupos, o professor precisa exercer diferentes papéis e funções. Uma boa aprendizagem requer um bom mestre-aprendiz, que consiga romper a monotonia didática, que não só corrói o desejo de aprender dos alunos, como também o desejo de ensinar. Ensinar, nesse momento, requer que ele realize um planejamento estratégico de ensino.

Objetivos

Espera-se que, ao final do curso, você seja capaz de:

• fazer um planejamento estratégico de ensino, por meio da reflexão sobre o exercício da docência e da sua didática em sala de aula;

• romper o automatismo didático, que prejudica o desejo de aprender dos alunos e de ensinar do professor;

• exercitar uma postura reflexiva e inovadora em sua prática cotidiana;

• compreender e praticar a aprendizagem compartilhada, dando valor para a troca com alunos e na equipe de professores;

Programa

[Trilha 1] Não nascemos professores, nos tornamos professores

[Trilha 2] O papel da reflexão no desenvolvimento profissional dos professores

[Trilha 3] Definindo as competências do professor reflexivo

Público-alvo:

Professores da Educação Infantil, Ensino Fundamental (anos iniciais e finais) e Ensino Médio.

Sobre os autores

Sofia de Alencastro – Psicóloga formada pela Pontifícia Universidade Católica (PUC-SP), tem mestrado em Psicologia Escolar e do Desenvolvimento pela Universidade de São Paulo (USP), com especialização em Construção Ética e Moral na Adolescência. Nos últimos 20 anos trabalhou com orientação e coordenação escolar e também como gestora em escolas particulares e ONGs. É tutora de cursos de formação de professores e coordenadores. Atualmente estuda psicanálise da criança e do adolescente na Sociedade de Psicanálise de São Paulo. Além disso, atuou em muitos outras áreas, como cinema, publicidade, produção de exposições e eventos culturais.

Sandro Tiago Figueira – Possui Doutorado em Ensino na área de concentração Ensino formal em Biociências e Saúde (FIOCRUZ, 2017), Mestrado em Educação pelo PPG-EDU Processos Formativos e Desigualdades Sociais(UERJ, 2012) na área de Formação de Professores, Memórias e Práticas Educativas. Licenciado em Pedagogia pela Faculdade de Formação de Professores da Universidade do Estado do Rio de Janeiro (2008).Atualmente é docente do Programa de Educação de Jovens e Adultos na rede pública municipal do Rio de Janeiro. Integra o grupo de pesquisa Formação de professores, processos e práticas pedagógicas (CNPq). Seus estudos têm como área de concentração formação de professores e práticas pedagógicas, atuando principalmente nos seguintes temas: formação continuada de professores, inserção profissional docente, desenvolvimento profissional e ensino-aprendizagem em Ciências