Libras e Inclusão – Educação Bilíngue para Surdos

Hoje sabemos quão desafiante é incluir pessoas com deficiência na educação formal. Visando proporcionar um ensino de qualidade e equidade que possa atender às especificidades educacionais de crianças e adolescentes surdos, esperamos dar subsídio para que você possa refletir e consiga traçar novos caminhos no seu planejamento pedagógico e prática educacional.

Este curso foi pensado para ampliar o debate sobre a educação de surdos e a política de educação inclusiva, da qual nosso país é signatário, entendendo os surdos como minoria linguística e compreendendo os princípios que auxiliam em um projeto educacional para surdos.

A SOMOS Educação, preocupada em incentivar e proporcionar situações de formação que permitam novos conhecimentos e recursos pedagógicos que atendam os preceitos de uma educação inclusiva e de qualidade, oferece esta formação por meio de um programa que envolve as temáticas Surdez e Educação, Política Nacional de Educação e Educação Inclusiva e Libras e Educação Bilíngue para Surdos.

Objetivos

Espera-se que, ao final do curso, você seja capaz de:

• refletir sobre a educação de surdos no Brasil e no mundo;

• compreender como se organiza a língua de sinais;

• identificar as diferentes metodologias e filosofias para educação de surdos;

• atuar em projetos pedagógicos específicos para surdos;

• entender os princípios de um projeto de educação bilíngue para surdos.;

Programa

[Trilha 1] A estrutura da BNCC: aspectos históricos e temas atuais

[Trilha 2] As características gerais e as competências específicas de Ciências da Natureza (anos inciais e finais)

[Trilha 3] O trabalho integrado para a área de Ciências da natureza e como avaliar o processo de aprendizagem dos alunos

Público-alvo:

Professores da Educação Infantil, Ensino Fundamental – anos iniciais, Ensino Fundamental – anos finais, Ensino Médio.

Sobre os autores

Carolina Fomin é mestranda em Linguística Aplicada e Estudos da Linguagem na Pontifícia Universidade Católica de São Paulo (PUC-SP). Possui Bolsa Capes e faz parte do Grupo de Pesquisa Linguagem, Identidade e Memória. É coordenadora do curso de Pós-graduação em Tradução e Interpretação Libras-Português no Instituto Singularidades. Também é arquiteta especialista em acessibilidade e tradutora e intérprete de libras-português. Possui bacharelado em Arquitetura e Urbanismo pela Universidade Presbiteriana Mackenzie, pós-graduação e especialização em Acessibilidade pela Universidade Nove de Julho e pós-graduação e especialização em Tradução e Interpretação em Libras-Português pelo Instituto Superior de Educação de São Paulo – Singularidades.

Vânia Santiago é mestre em Educação Especial pela Universidade Federal de São Carlos (UFSCar). É membro do Grupo de Pesquisa Surdez e Abordagem Bilíngue e do Grupo de Pesquisa Didática e Ensino de Tradutores e Intérpretes de Línguas de Sinais (Detils), ambos certificados pelo CNPq. Possui MBA em Gestão de Pessoas pela Santo André (UniA). É docente no curso de pós-graduação em Tradução e Interpretação de Libras-Português no Instituto Superior de Educação de São Paulo – Singularidades. Também é tradutora e intérprete da Língua de Sinais Brasileira (Libras) e guia-intérprete para surdo-cegos.