Estimulação neurocognitiva protagonizada pelo(a) educador(a): cérebro em desenvolvimento à luz da aprendizagem efetiva e significativa

Neste curso trataremos da diferenciação entre avaliação e intervenção neurocognitiva preventiva e remediativa, à luz da neuropsicologia do desenvolvimento, clínica, cognitiva e escolar, e de suas intersecções com a educação. Percebemos uma relação de via dupla de contribuições entre a neuropsicologia e a educação. Veremos durante o curso a neuropsicologia das funções executivas, da aprendizagem e de sua relação com atenção, memórias e linguagem oral, leitura, escrita e matemática. Assim como,  fatores de risco e de proteção para a aprendizagem da leitura, da escrita e da matemática no contexto da neuropsicologia.

Para isso, suscitaremos algumas estratégias de aprendizagem efetiva e significativa, mediadas pelo professor, para o desenvolvimento potencializado de funções executivas, como  o planejamento, metacognição, flexibilidade cognitiva e criatividade, memória de trabalho e funções cognitivas relacionadas. Também refletiremos sobre processo de ensino-aprendizagem e de avaliação a partir de ações de intervenção neurocognitiva e do processo de escolarização. Bem como, exemplificaremos essas estratégias através de atividades de estimulação neurocognitiva preventiva para o final da Educação Infantil e para o Ensino Fundamental I.

Vamos lá?

 

Objetivos

Ao final do curso, o(a) professor(a) deverá ser capaz de: 

  • identificar características do contínuo desenvolvimento neurocognitivo das atenções e das funções executivas, da linguagem e da comunicação orais, e da intersecção destas habilidades com a aprendizagem da leitura, da escrita e da matemática;
  • diferenciar ações de intervenção neuropsicológica precoce-preventiva, preventiva e remediativa para a aprendizagem;
  • conhecer a importância da escolarização para o neurodesenvolvimento a partir de evidências da neuropsicologia e das neurociências, com ênfase para os hábitos de leitura e de escrita, assim como para a literacia familiar;
  • planejar ações de intervenção neurocognitiva preventiva para os subdomínios cognitivos planejamento, metacognição, flexibilidade cognitiva e criatividade, memória de trabalho e funções cognitivas relacionadas em sala de aula;
  • entender e aplicar atividades de estimulação neurocognitiva preventiva de planejamento;
  • entender e aplicar atividades de estimulação neurocognitiva preventiva de flexibilidade cognitiva, criatividade e teoria da mente;
  • entender e aplicar atividades de estimulação neurocognitiva preventiva de atenção seletiva e de controle inibitório;
  • entender e aplicar atividades de estimulação neurocognitiva preventiva de memória episódica e de trabalho;
  • entender e aplicar atividades de estimulação neurocognitiva preventiva de linguagem oral como base para leitura, escrita e aritmética.

 

Programa

  • [Trilha 1] Neuropsicologia e Educação de mãos dadas: funções executivas e aprendizagem para a intervenção neurocognitiva escolar
  • [Trilha 2] Desenvolvimento das funções cognitivas e executivas em contexto escolar: importância do(a) educador(a)
  • [Trilha 3] Funções executivas e habilidades correlatas: como estimulá-las no ambiente escolar?
  • [Trilha 4] Funções executivas e aprendizagem escolar: foco na compreensão textual

 

Público-alvo:

Professores da Educação Infantil, Ensino fundamental e Ensino Médio

 

 

Sobre os autores

Rochele Paz Fonseca

Psicóloga e fonoaudióloga, especialista em Neuropsicologia, Mestre e Doutora em Psicologia do Desenvolvimento (UFRGS, Université de Montréal), Pós-Doutora em Psicologia Clínica e Neurociências (Puc-Rio), em Neurorradiologia (UFRJ) e em Ciências Biomédicas (Université de Montréal). Professora titular do Curso de Psicologia da Escola de Ciências da Saúde e da Vida e do Programa de Pós-Graduação em Psicologia (Cognição Humana) da Pontifícia Universidade Católica do RS – PUCRS. Coordenadora do Grupo Neuropsicologia Clínico-Experimental e Escolar (GNCE), PUCRS. Presidente da Sociedade Brasileira de Neuropsicologia – SBNp (2019-2021). Membro do Conselho Técnico-Científico da Rede Nacional de Ciência para a Educação (Rede CpE – 2017-2020). Neuropsicóloga fundadora na Conectare NeuroPsi – Atendimento, formação e conexões em neuropsicologia. Coordenadora do primeiro curso de Especialização em Neuropsicologia – com ênfase em Neuropsicologia Escolar (PUCRS) do Brasil. Autora de aproximadamente 222 artigos científicos nacionais e internacionais, 144 capítulos de livros e 14 livros. Pesquisadora bolsista produtividade 1D do CNPq. Editora chefe das revistas científicas Neuropsicologia Latinoamericana e Trends in Psychiatry and Psychotherapy. Consultora da Secretaria de Alfabetização – MEC – nos Programas Literacia Familiar – Conta pra Mim – e Tempo de Aprender (Alfabetização). Experiência como educadora de 17 anos e como clínica de 20 anos. 

Caroline de Oliveira Cardoso

Psicóloga (PUCRS), especialista em Neuropsicologia (Projecto), Mestre e Doutora em  em Psicologia, ênfase Cognição Humana (PUCRS). Professora do Curso de Psicologia da Universidade Feevale e supervisora do Estágio Profissionalizante em Neuropsicologia do Centro Integrado de Psicologia da Universidade Feevale. Docente permanente do Mestrado Acadêmico em Psicologia da Universidade Feevale. Membro do conselho diretivo da Sociedade Brasileira de Neuropsicologia – SBNp (2019-2021) e membro do Grupo de Trabalho “Neuropsicologia” da Associação Nacional de Pesquisadores em Psicologia (ANPEPP). Atua como psicóloga e neuropsicóloga clínica e é sócia-fundadora da Conectare NeuroPsi – Atendimento, formação e conexões em neuropsicologia. Experiência como educadora de 6 anos e como clínica de 10 anos. 

Janice da Rosa Pureza

Psicóloga (PUCRS), especialista em Neuropsicologia (ULBRA). Mestre e Doutora em Psicologia (PUCRS), ênfase Cognição Humana. Docente em Cursos de Especialização em Neuropsicologia (PUCRS, FEEVALE, IENH, Inclusão Eficiente). Formação em Intervenção Precoce – crianças de 0 a 3 anos – Clínica de Foniatria / Hospital da Criança Santo Antônio (Porto Alegre/RS). Atua nas áreas do neurodesenvolvimento infantil (0 a 3 anos) no Baby Brain Institute (Porto Alegre/RS) e neuropsicologia da aprendizagem (Programa de capacitação de educadores para estimulação das funções executivas em escolares – CENA). Atua como psicóloga e neuropsicóloga clínica e é sócia-fundadora da Conectare NeuroPsi – Atendimento, formação e conexões em Neuropsicologia.  Autora de aproximadamente 11 artigos científicos, 22 capítulos de livros e 1 livro. Experiência como educadora de 6 anos e como clínica de 33 anos. 

Hosana Alves Gonçalves

Psicóloga pela Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul (PUCRS/2012). Mestre em Psicologia (Cognição Humana. PUCRS/2014). Realizou estágio de doutoramento na Universidade de Salamanca (Espanha) com foco na formação de professores para o ensino explícito da compreensão leitora (2017). Membro do Grupo de Pesquisa em Neuropsicologia Clínico- Experimental e Escolar (GNCE. PUCRS) desde 2009. Sócia fundadora da Conectare NeuroPsi onde atua como neuropsicóloga clínica e escolar. Docente na Faculdade de Psicologia da Instituição Evangélica de Novo Hamburgo (IENH) e coordenadora do Curso de Especialização em Neurocognição e Aprendizagem na mesma Instituição há 6 anos. Atua em programas de formação de professores  nas redes públicas e privadas de ensino com foco no desenvolvimento neurocognitivo e socioemocional. Parceira do Instituto Alfa e Beto (IAB) e da Universidade de Nova Iorque (NYU) em projeto sobre literacia familiar (2015). Há 8 anos ministra aulas em cursos de especialização e cursos livres no Brasil com foco em funções executivas, avaliação neuropsicológica e aprendizagem escolar. Participou na construção de diversas tarefas de avaliação neuropsicológica da linguagem (oral e escrita), do desempenho escolar e de funções executivas para crianças e adultos: Tarefas de fluência verbal, Discurso Narrativo Oral e Escrito Infantil, Geração aleatória de números, Teste Hayling Infantil, Avaliação da Compreensão leitora de textos expositivos (versão revisada, em processo de editoração em 2020). Membro da equipe técnica do Teste de Desempenho Escolar – versão revisada e ampliada – TDE II e do Instrumento de avaliação neuropsicológica infantil breve – NEUPSILIN-Inf.