Educação infantil e seus desafios

Sabemos que a Educação Infantil, primeira etapa da Educação Básica, constitui atualmente um segmento de grande importância no processo educativo e, desde 2016, tornou-se obrigatória, de acordo com a Lei n. 12.796/2013. Entendida como uma instituição que articula as funções de cuidar e educar, tem como um dos seus objetivos levar em consideração os contextos sociais e culturais na interdisciplinaridade com as diversas linguagens necessárias ao processo de aprendizagem e desenvolvimento das crianças de 0 a 5 anos.

Contudo, o ofício de educador da Educação Infantil esbarra em situações cotidianas que podem, por vezes, impedir que o trabalho se desenvolva da maneira planejada com as crianças de 4 e 5 anos. Levando em conta os aspectos contemporâneos dessa primeira etapa da Educação Básica, essa formação partirá de um panorama geral pautado na Base Nacional Comum Curricular (BNCC), introduzindo o educador no universo da transdisciplinaridade à luz dos direitos da aprendizagem, relacionando-os ao corte etário dessa etapa da Educação, que possui características e necessidades específicas.

Entre os temas abordados, o cursista vai aprender como tornar o espaço físico um aliado do processo de aprendizagem, quais as estratégias para acolher as diferenças na sala de aula, de que maneira a interação com as famílias pode trazer benefícios para a escola e, por fim, discutir diferentes formas de avaliar o processo de ensino e aprendizagem.

Por reconhecer as potencialidades desses educadores, o PROFS buscará incentivar e proporcionar situações de formação que permitam que se apropriem, cada vez mais, de novos conhecimentos e de recursos pedagógicos para aperfeiçoar a sua ação na escola, em articulação com a comunidade local.

Objetivos

Espera-se que, ao final do curso, você seja capaz de:

• utilizar ferramentas que o ajudem a colocar em prática a articulação entre as necessidades da faixa etária e os conteúdos curriculares;

• entender a importância da rotina na instituição de Educação Infantil e como ela se alia ao bom planejamento do professor;

• transformar o olhar (e a prática) para a diferença em sala de aula com o objetivo de que todos possam aprender;

• compreender os objetivos da avaliação processual para a educação das crianças pequenas e algumas maneiras de colocá-las em prática.;

Programa

[Trilha 1] O desenvolvimento da criança e as demandas contemporâneas da Educação Infantil

[Trilha 2] A presentificação da rotina escolar e o espaço como educador no ato de planejar

[Trilha 3] As estratégias de acolhimento para crianças com deficiências

[Trilha 4] A relação escola-família: uma potente parceria para a aprendizagem e o desenvolvimento

[Trilha 5] A importância da avaliação na Educação Infantil

Público-alvo:

Professores da Educação Infantil.

Sobre os autores

Fernanda Arantes é psicanalista e educadora com mais de 18 anos de experiência na Educação Infantil. Atuou como professora e coordenadora pedagógica de crianças de 4 e 5 anos e como coordenadora de práticas inclusivas. É mestre em Psicologia Escolar e Desenvolvimento Humano pelo Instituto de Psicologia da Universidade de São Paulo (USP), professora do curso de Pedagogia do Instituto Singularidades e Assessora em Educação Inclusiva.