Comunicação construtiva

A linguagem, escrita ou verbal, permeia todas as relações vividas na escola podendo contribuir de forma positiva ou negativa. Sabendo que esta pode ser nociva aos alunos, torna-se importante refletir sobre a importância de se trabalhar no ambiente escolar com a linguagem descritiva e construtiva, bem como identificar as técnicas que favorecem a tomada de consciência do sujeito e contribuem para o desenvolvimento da autonomia moral. A comunicação construtiva propicia um clima escolar mais positivo permeado por um convivência ética na escola.

Objetivos

Espera-se que, ao final do curso, você seja capaz de: – reconhecer a influência de uma linguagem construtiva nas relações interpessoais na escola;

– compreender que a linguagem utilizada na relação com os alunos influencia na construção de um clima escolar positivo;

– identificar quais os tipos de mensagem que geralmente se estabelecem nas relações interpessoais;

– conhecer as técnicas da linguagem descritiva: mensagem-eu e escuta ativa;

– reconhecer a importância do elogio descritivo e as consequências do elogio valorativo.;

Programa

[Trilha 1] O desenvolvimento da autonomia e a importância de uma comunicação construtiva nas relações interpessoais na escola
[Trilha 2] Linguagem descritiva, quando há conflitos: como falar sem atacar?
[Trilha 3] Técnicas para uma boa comunicação: mensagem-eu e escuta ativa
[Trilha 4] O elogio valorativo X o elogio descritivo
[Trilha 5] Praticando uma comunicação mais eficaz

Público-alvo:

Professores do Ensino Médio.

Sobre os autores

Pedro Luís da Silva Costa. Bacharel em Ciências Jurídicas e Sociais Aplicadas pela UNAERP (Universidade de Ribeirão Preto), graduando em Ciências Sociais pela UNESP (campus Araraquara) e em Geografia pelo Centro Universitário Claretiano de Batatais. Atua como editor na área de Geografia tendo participado de projetos de co-autoria para reformulação de materiais do Ensino Fundamental à luz da nova BNCC. Atuou como professor de Geografia junto aos três anos do Ensino Médio no Colégio Moura Lacerda de Ribeirão Preto/SP.